quarta-feira, março 22, 2006

Comentário sobre a biografia de Mestre Canjiquinha

Para quem se interessar, encaminho a biografia do mestre Canjiquinha. Na verdade é a transcrição de uma entrevista que ele deu a um aluno. Possui muitas características de um relato popular, com idas e vindas e coisas deixadas no ar. Vale a pena!

Canjiquinha é da geração imediatamente posterior à dos mestres Bimba e Pastinha, nasceu na década de vinte e morreu, se não me engano, em 1990. Ainda assim, aprendeu capoeira do modo tradicional. É uma leitura interessante porque tomamos conhecimento de como é que aqueles homens aprendiam e de como funcionava o mundo do que hoje chamamos de "vadiação baiana" -- por exemplo, vocês vão ver que seu mestre, como parte de uma espécie de ritual de admissão do aluno, lhe pediu uma garrafa de cachaça. Também é interessante o relato de suas primeiras aulas.

Canjiquinha não se filiou nem à escola de mestre Bimba, e nem à de Pastinha, apesar de suas origens angoleiras. Nos anos 60, já era famoso capoeirista, fazendo apresentações para turistas e participações em filmes. Entrou em desavenças com mestre Pastinha, que, segundo ele, queria monopolizar os estilos não-filiados à regional.

É ele o autor da famosa frase: " A capoeira é uma só". E ele a proferiu num contexto de disputa tanto com mestre Pastinha quanto com a capoeira regional. Não era do seu interesse a submissão a nenhum dos dois estilos, por isso, tentou desenvolver um terceiro, criando inclusive toques próprios de berimbau, como o samango ou o samba-de-angola.

Foi mestre de mestre Brasília, baiano que, juntamente com Suassuna, fundou o Cordão de Ouro, em São Paulo. Tal grupo se apropriou da idéia de que a capoeira era uma só, lançando um marco muito importante para a capoeira que se convencionou chamar de contemporânea.
Moreno

1 Comments:

Blogger Moreno capoeira said...

Escrevi esse texto como uma pequena informação que seria anexada a uma biografia de Canjiquinha que encontrei em um sítio virtual especializado em capoeira.
Minha intenção é frisar que a própria idéia vinculada por vários mestres atuais de que "a capoeira é uma só" é uma tradição inventada que surgiu num contexto de disputa por espaço dentro do universo da vadiação, não sendo, pois, inocente.

5:06 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home